EM FOCO - Informativo do Hospital Centrinho/USP e Funcraf • Ano 8 • nº 47• Bauru, set./dez. 2008

Ao pé d'ouvido - O quê das coisas (p. 3)

Por que sentimos frio na barriga?

Essa é uma reação natural e involuntária do nosso organismo a duas situações diferentes. A primeira está associada aos momentos em que nos sentimos ansiosos, como durante um exame escolar ou uma competição esportiva. O frio na barriga é causado pela sensação de enfrentar o desconhecido e tem como determinante principal a ansiedade. Há uma liberação de adrenalina no organismo que provoca uma contração dos vasos sanguíneos da região do abdome e, em decorrência disso, uma sensação fugaz de frio na região. É esse sentimento também que faz nossas mãos suarem e nosso coração acelerar. A outra situação está relacionada a uma causa física, mais precisamente a ausência ou variações da gravidade. Isso ocorre, por exemplo, quando estamos deslizando numa montanha-russa ou descendo de carro numa ladeira acentuada. “Nessas situações, o friozinho que sentimos na região abdominal é provocado pela ação de receptores sensoriais que detectam as alterações de pressão nas paredes dos nossos órgãos abdominais”, diz o fisiologista Gilberto Xavier, do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo. Quando acontece uma queda brusca, a sensação normal causada pela força da gravidade diminui, fazendo com que esses receptores sejam ativados de forma diferente, gerando o tão conhecido frio na barriga

(Fonte: Vida Simples - http://vidasimples.abril.com.br)

Veja nessa edição:
 
Editorial:
Auto-estima
Ponto de vista:
Curta como a vida
Ao pé d'ouvido:
Espaço PUREUsp
  O quê das coisas
Cultura & Lazer:
Cantar, simplesmente cantar...
  Expedições do Vini - Família
  Escutação
  Para ver, comendo pipoca!
Qualidade de vida:
Nas ondas da inclusão
  Rumo ao Triathlon
  Filha de peixe...
  Bodybording de Cristo
 Campus & etc.:
A favor dos deficientes auditivos
Smile Train
 Saúde em foco: 
Sanduíche pode, mas com saúde
  Escolha sua receita
Gente do Brasil:
Passou por aqui
  Do Acre
  Direto de Portugal
  Repeteco
  Por e-mail
Cartas
Assim somos:
Um novo olhar para a Síndrome de Down
  A fábula do porco-espinho
  ESPECIAL:
As mil faces do Centrinho
  Clicks 1
  Clicks 2
Clicks 3
Clicks 4
Clicks 5
 Leitor em foco:
A fábula da floresta!
Fundação Casa
  Serviço de bordo
Perfil de gente grande
Deficiente sim, mas sem tabus!
Expediente