Bolsas (critérios)

Links

Encontro PG

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO
HOSPITAL DE REABILITAÇÃO DE ANOMALIAS CRANIOFACIAIS

Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação (HRAC-USP)

Processo seletivo - Programa Nacional de Pós-Doutorado PNPD CAPES

Veja o RESULTADO FINAL da seleção no PNPD - Capes.


Processo seletivo - Programa Nacional de Pós-Doutorado PNPD CAPES

Inscrições abertas de 21 a 28 de março de 2016. Veja o EDITAL COMPLETO, a FICHA DE INSCRIÇÃO e o modelo de CURRÍCULO PARA ESTRANGEIROS (download).


RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 - Edital PG HRAC 01/2016.

- Veja a relação de candidatos classificados para o curso de MESTRADO.

- Veja a relação de candidatos classificados para o curso de DOUTORADO.


PROCESSO SELETIVO 1º SEMESTRE DE 2016 - Edital PG HRAC 01/2016

O Hospital de Reabilitação de Anomalias Craniofaciais da Universidade de São Paulo, torna-se pública a abertura do Processo seletivo para preenchimento de 24 vagas, sendo 12 (doze) vagas para o Curso de Mestrado e 12 (doze) vagas para o Curso de Doutorado junto ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Reabilitação, área de concentração: Fissuras Orofaciais e Anomalias Relacionadas, com início em 14 de maço de 2016.

1 ­ DOS REQUISITOS PARA O INGRESSO NO PROGRAMA

1.1. Formação: Serão oferecidas vagas a candidatos com formação superior compatível com as linhas de pesquisa do Programa.

1.2. Dedicação ao curso: Os candidatos deverão ter disponibilidade de dedicação integral às atividades do curso, que são programadas nos períodos da manhã e tarde.

1.3. Proficiência em Língua Estrangeira: Os candidatos deverão apresentar, no ato da inscrição do processo seletivo, comprovante de proficiência em Inglês. Para os candidatos estrangeiros devem, adicionalmente, comprovar proficiência em língua portuguesa.

1.4.Para os candidatos ao Doutorado será exigido um artigo aceito/submetido ou publicado em periódico nos últimos cinco anos.

2 ­ DAS INSCRIÇÕES

2.1. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tácita aceitação das normas e condições estabelecidas neste edital, em relação às quais não poderá ser alegado desconhecimento.

2.2. Somente poderão inscrever-se no processo seletivo os candidatos que apresentarem comprovação de aprovação no exame de proficiência em língua estrangeira.

2.3. As inscrições serão recebidas no período de 18/01/2016 a 05/02/2016 (exceto sabado/domingo/feriado)

Local: Secretaria de Pós-Graduação do HRAC/USP

Horário: das 9:00 às 11:00hs e das 14:00 às 16:00hs

Endereço: Rua Sílvio Marchione, 3-20 - CEP: 17012-900 - Bauru-SP

Telefone (14) 3235-8434

e-mail: ppg.hrac@usp.br

site:  www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad

2.4. Inscrições por procuração. Nesse caso, o representante do candidato, além de apresentar os documentos exigidos para a inscrição, deverá apresentar procuração com firma reconhecida em cartório e documento de identidade do procurador.

2.5. Documentos exigidos no ato da inscrição

2.5.1. Pagamento da taxa de inscrição no valor de R$ 150,00 (com base na Portaria PRPG nº 007/2012 de 30/05/2012).

Local: Setor de Tesouraria do HRAC/USP

Horário: das 9:00 às 12:00hs e das 14:00 às 17:00hs

Endereço: Rua Sílvio Marchione, 3-20 - CEP: 17012-900 - Bauru-SP

Telefone (14) 3235-8181

2.5.2. Formulário de inscrição estará disponível na página eletrônica do HRAC-USP, na internet, www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad → Formulários (veja download)

O Formulário deve estar preenchido com letra legível e assinado pelo candidato

As Linhas de Pesquisa estarão disponíveis na página eletrônica do HRAC-USP, na internet, www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad → Processo Seletivo (veja abaixo)

2.5.3. Duas fotos 3x4 (atual e coloridas)

2.5.4. Fotocópia (legível) do RG (Registro de Identidade)

2.5.5. Fotocópia (legível) do CPF (Cadastro de Pessoa Física)

2.5.6. Fotocópia (legível) do Título de Eleitor

2.5.7. Fotocópia (legível) da Certidão de Nascimento ou Casamento

2.5.8. Fotocópia (legível) do Certificado de Reservista

2.5.9. A Súmula Curricular deve estar documentada e no mínimo encadernada em espiral, conforme modelo disponível na página eletrônica do HRAC-USP, na internet, www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad → formulários (veja download). Os comprovantes devem estar anexados seguindo a mesma ordem da súmula.

2.5.10. Curriculum Lattes atualizado e impresso (www.cnpq.br). No mínimo com folhas grampeadas, ou encadernadas em espiral.

2.5.11. Para os candidatos ao Doutorado, entregar fotocópia de um artigo aceito/submetido ou publicado em periódico nos últimos cinco anos.

2.5.12. Comprovante de proficiência em Inglês;

A critério da Comissão de Pós-Graduação do HRAC-USP para comprovar a proficiência em língua inglesa serão aceitos os seguintes exames, com validade de, no máximo, 5 anos:

Mestrado:

TEAP (Test of English for Academic Purposes) ­ mínimo de 50 pontos;

IELTS (Internacional English Language Testing System) ­ mínimo de 4,5;

TOEFL (Paper Version, pontuação mínima 508; Computer Version, pontuação mínima 180; Internet Version, pontuação mínima 64).

Doutorado:

TEAP (Test of English for Academic Purposes) ­ mínimo de 60 pontos;

IELTS (Internacional English Language Testing System) ­ mínimo de 5,0;

TOEFL (Paper Version, pontuação mínima 547; Computer Version, pontuação mínima 210; Internet Version, pontuação mínima 77).

Mais informações, inclusive sobre datas de realização dos exames TEAP poderão ser obtidas na Tese Prime ­ Sistemas de Avaliação Lingüística, no site http://www.teseprime.org ou através do e-mail contato@teseprime.org.

Exames anteriores prestados na Cultura Inglesa­Unidade Bauru, com vistas à Pós-Graduação no HRAC/USP terão validade de 5 anos, observando-se os níveis de acerto exigidos.

O HRAC-USP exige os seguintes níveis de acerto para aceitar as inscrições:

Mestrado: 50%

Doutorado: 60%

2.5.13. Comprovante de proficiência em Português (somente para candidatos estrangeiros);

A critério da Comissão de Pós-Graduação do HRAC-USP para comprovar a proficiência em língua portuguesa serão aceitos os seguintes exames, com validade de, no máximo, 5 anos:

REPORTA (Exame de leitura e Redação em Português) - mínimo de 50 pontos. Mais informações, inclusive sobre datas de realização do exame poderão ser obtidas na Tese Prime ­ Sistemas de Avaliação Lingüística, no site http://www.teseprime.org ou através do e-mail contato@teseprime.org.

Celpe-Bras ­ Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros, com conceito aprovado.

Exames anteriores prestados na Cultura Inglesa­Unidade Bauru, com vistas à Pós-Graduação no HRAC/USP terão validade de 5 anos, observando-se os níveis de acerto exigidos.

O HRAC-USP exige os seguintes níveis de acerto para aceitar as inscrições:

Mestrado: 60%

Doutorado: 70%

2.5.14. Para candidatos ao “Doutorado Direto” serão, ainda, exigidos no ato da inscrição:

bom rendimento escolar na graduação,

iniciação científica com bolsa de órgãos fomentadores de pesquisa (FAPESP, CNPq ou similares),

trabalhos decorrentes da iniciação científica apresentados em eventos científicos,

trabalho completo publicado ou aceito para publicação, decorrente da iniciação científica, em periódico indexado de impacto,

projeto de pesquisa detalhado e original, em nível de doutorado, compatível com as linhas de pesquisa do programa, aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do HRAC/USP.

Observação: Para inscrição no processo seletivo, pode-se dispensar a apresentação do comprovante de conclusão em curso de Graduação ou Mestrado. Esses documentos deverão ser apresentados no ato da matrícula. (Regimento da Pós-Graduação da USP, Resolução 6542, de 18/04/13, Artigo 39, § 1º)

3 ­ DO PROCESSO SELETIVO

3.1. O candidato deverá comparecer ao local da prova com, no mínimo, 10 minutos de antecedência. Não serão admitidos atrasos. O candidato que chegar com atraso ficará impedido de realizar a prova.

3.2. Local do Processo Seletivo

Sala da Pós-Graduação do HRAC-USP

3.3. A avaliação para ingresso no programa de pós-graduação compreende as seguintes provas:

1) Questionário Escrito

Dia:  22/02/2016 ­ (das 8h30min às 9h)

Será questionado a disponibilidade de dedicação ao curso, expectativas profissionais e acadêmicas do candidato.

2) PROVA ESPECÍFICA

Dia:  22/02/2016 ­ (das 9h às 12h)

Englobará conhecimentos gerais sobre fissuras orofaciais (etiologia, epidemiologia, classificação e tratamento) e a discussão de um projeto de pesquisa na área de fissuras orofaciais e anomalias relacionadas.

A prova específica na nota final, apresentará peso 6 para o curso de Mestrado e peso 4 para o curso de Doutorado.

3) DISCUSSÃO E ANÁLISE CURRICULAR

Dia:  22/02/2016 - (das 14h às 18h)

O candidato deverá comparecer no horário e local, conforme relação afixada no dia 22/02 na sala em que ocorrerá o processo seletivo.

A discussão e análise curricular na média final, apresentarão peso 4 para o curso de Mestrado e peso 6 para o curso de Doutorado. Nesta avaliação serão valorizados (critérios gerais):

Para a modalidade “Mestrado” serão considerados:

- experiência docente (peso 2)

- histórico escolar da graduação (peso 2)

- iniciação científica prévia (peso 3)

- publicações (peso 3)

Para a modalidade “Doutorado” serão considerados:

- experiência docente (peso 2)

- histórico escolar do mestrado (peso 2)

- publicações, inclusive derivadas da dissertação (peso 4)

- trabalhos apresentados em Congressos (peso 2)

A banca examinadora do processo seletivo será composta pelos seguintes membros:

Profa. Dra. Daniela Gamba Garib Carreira; Profa. Dra. Ana Lucia Pompéia Fraga de Almeida; Profa. Dra. Ana Paula Fukushiro, Profa. Dra. Ivy Trindade Suedan, Profa Dra Jeniffer de Cassia Rillo Dutka; Profa. Dra. Katia Flores Genaro, Profa. Dra. Maria de Lourdes Merighi Tabaquim, Profa. Dra. Thais Marchini de Oliveira Valarelli.

Bibliografia básica:

Freitas JAS, Neves LT, Almeida ALPF, Garib DG, Trindade-Suedam IK, Yaedú RYF, Lauris RCMC, Soares S, Oliveira TM, Pinto JHN. Rehabilitative treatment of cleft lip and palate: experience of the Hospital for Rehabilitation of Craniofacial Anomalies/USP (HRAC/USP) ­ part 1: overall aspects. J Appl Oral Sci. 2012;20(1):9-15.

Garib DG, Silva Filho OG, Janson GRP, Pinto JHN. Etiologia das más oclusões: perspectiva clínica (parte III): fissuras labiopalatinas. Rev Clín Ortodon Dental Press. 2010; 9(4):30-6.

Trindade IEK, Silva Filho OG, editors. Fissuras labiopalatinas: uma abordagem interdisciplinar. São Paulo: Editora Santos; 2007.

Freire MCM, Patussi MP. Tipos de Estudo. 1n: Estrela C. Metodologia Científica: ciência, ensino e pesquisa. São Paulo: Artes Médicas; 2005. p.186-209 ­ (Somente para os candidatos ao Doutorado)

4 ­ DO RESULTADO DO PROCESSO SELETIVO

4.1. Serão aprovados os candidatos que atingirem nota mínima de 5.0 no Mestrado e 7.0 no Doutorado.

Critérios para desempate:

- 1º critério ­ Maior nota alcançada na Prova Específica

- 2º critério ­ Maior nota alcançada na Análise Curricular

A relação dos candidatos aprovados será divulgada no dia 26/02/2016 (sexta feira) a partir das 10 horas, na página eletrônica do HRAC/USP, na Internet, www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad → processo seletivo, e também afixado no mural da Pós-Graduação.

Não serão fornecidas informações por telefone. Não serão aceitos pedidos de revisão de prova.

5 ­ DA MATRÍCULA

5.1. Nos dias 10 e 11/03/2016, o candidato aprovado no processo seletivo, deverá entregar os documentos exigidos para a matrícula, comparecendo na

Local: Secretaria de Pós-Graduação do HRAC-USP

Horário: das 9:00 às 11:00hs e das 14:00 às 16:00hs

Endereço: Rua Silvio Marchione, 3-20, Vila Universitária ­ Bauru/SP

Nota: Somente no dia 14/03/2016 (início do curso) a matrícula do candidato aprovado será validada no Sistema Janus da USP.

5.2. Os candidatos ao Mestrado, se aprovados, somente poderão efetuar matrícula mediante apresentação de documento, no ato da matrícula, que comprove a colação de grau.

5.3. Os candidatos cursando Mestrado, se aprovados para o Doutorado, somente poderão efetuar matrícula mediante apresentação de documento, no ato de matrícula, que comprove a defesa e homologação da dissertação pela Comissão de Pós-Graduação - CPG de sua instituição de origem.

5.4. Serão aceitas também matrículas por procuração. Nesse caso, o representante do candidato, além de apresentar os documentos exigidos para a matrícula, deverá apresentar procuração com firma reconhecida em cartório e documento de identidade do procurador.

5.5. Documentos exigidos para a matrícula:

5.5.1. Requerimento de matrícula, disponível na página eletrônica do HRAC-USP, na internet, www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad  → formulários (ver download).

O candidato poderá solicitar a cópia impressa do Requerimento da matrícula na Secretaria de Pós-Graduação do HRAC-USP.

O Requerimento de matrícula deve estar preenchido com letra legível, assinado pelo candidato e pelo orientador.

5.5.2. Ofício do empregador autorizando o afastamento do candidato (se houver)

5.5.3. Fotocópia (legível) do Registro no Conselho de Classe e Comprovante de pagamento da anuidade do Conselho de Classe (ano de 2016)

5.5.4. Fotocópia (legível) do Histórico de Graduação completo

5.5.5. Fotocópia (legível) do Diploma devidamente registrado ou Certificado com a data de outorga do grau obtido em curso de Graduação oficialmente reconhecido

5.5.6. Fotocópia (legível) do Certificado de Conclusão de Residência ou Especialização (se houver)

5.5.7. Fotocópia (legível) do Histórico do Curso de Mestrado (candidato ao doutorado)

5.5.8. Fotocópia (legível) do Diploma ou Certificado de Conclusão do Curso de Mestrado (candidato ao doutorado)

5.5.9. Candidatos estrangeiros deverão apresentar, ainda, fotocópia (legível) do documento de identidade válido e de visto temporário ou permanente que os autorize a estudar no Brasil, sendo da responsabilidade do aluno manter o visto em condições regulares. (Regimento de Pós-Graduação da USP, Resolução 6542 de 18/04/2013, Artigo 42)

Nota: Segundo o Regimento de Pós-Graduação da USP, Resolução 6542 de 18/04/2013:

Artigo 102 ­ Os títulos de Mestre e de Doutor, obtidos no Brasil, sem validade nacional, não são aceitos na USP.

Artigo 103 ­ Os títulos de Mestre e de Doutor obtidos no exterior podem ser aceitos como equivalentes aos títulos de Mestre e de Doutor desta Universidade, se forem obtidos em instituições de reconhecida excelência e considerados, por análise de mérito, compatíveis com os da USP.

6 - DISPOSIÇÕES GERAIS

6.1. A Relação dos Orientadores disponíveis para orientação, encontra-se disponível na página eletrônica do HRAC-USP, na internet, www.centrinho.usp.br/hospital/posgrad → processo seletivo

6.2. O Programa considera que o ingresso do pós-graduando é o resultado da interação entre o candidato e o futuro orientador, cabendo ao orientador consubstanciar o aceite. Assim sendo, o número máximo de vagas está adstrito à disponibilidade dos orientadores, não havendo obrigatoriedade de ser preenchida a totalidade das vagas ofertadas.

6.3. Os pós-graduandos estarão subordinados ao Coordenador do Programa e à Comissão de Pós-Graduação do HRAC/USP.

6.4. A Comissão de Pós-Graduação não se responsabiliza pela concessão e manutenção de bolsas.

6.5. Os candidatos aprovados iniciarão suas atividades no dia 14/03/2016.

 

Aprovado na 161ª Reunião Ordinária da CPG, em 27/11/2015

Profa. Dra. Daniela Gamba Garib Carreira

Presidente da Comissão de Pós-Graduação do HRAC-USP


LINHAS DE PESQUISA - Área:  Fissuras Orofaciais e Anomalias Relacionadas - Edital PG HRAC 01/2016

Linha 1 ­ Abordagem clínica e instrumental dos distúrbios da comunicação e alimentação: Compreende estudos sobre os distúrbios da comunicação associados às fissuras e outras anomalias craniofaciais e a eficácia das terapias convencionais, utilizando recursos clínicos e instrumentais, com a proposição de novas abordagens metodológicas.

Linha 2 ­ Aspectos psicossociais e educacionais da reabilitação: Compreende o estudo dos aspectos psicossociais envolvidos na reabilitação das fissuras orofaciais e outras deficiências ou anomalias craniofaciais e das diferentes dimensões terapêuticas e educacionais relacionadas.

Linha 3 ­ Diagnóstico, intervenções e cuidados: Compreende estudos que caracterizam as manifestações clínicas das fissuras e anomalias craniofaciais, analisam sua evolução frente a intervenções clínico-cirúrgicas e propõem procedimentos e condutas que minimizem custos, complicações e sequelas.

Linha 4 ­ Funções e disfunções do sistema estomatognático e das vias aéreas superiores: Compreende o estudo da respiração, fala, mastigação, deglutição e sucção em condições normais, das disfunções associadas às anomalias craniofaciais e dos resultados de intervenções terapêuticas.

Linha 5 ­ Morfologia, crescimento e desenvolvimento craniofacial: Compreende estudos que visam caracterizar as anomalias dentárias e da morfologia craniofacial, bem como estudar os padrões de crescimento e desenvolvimento dos diferentes tipos de fissuras e síndromes.

Linha 6 ­ Prevenção e genética: Compreende estudos sobre prevenção e bases genéticas das fissuras típicas e atípicas e de síndromes associadas ou não a anomalias estruturais do SNC, incluindo a análise dos distúrbios da comunicação geneticamente determinados.

Linha 7 ­ Reabilitação das deformidades dentomaxilofaciais: Compreende estudos sobre as condições bucais nas fissuras labiopalatinas e as abordagens terapêuticas, preventivas, interceptivas e corretivas de interesse para a reabilitação.


RELAÇÃO DE ORIENTADORES COM DISPONIBILIDADE PARA ORIENTAÇÃO - Edital PG HRAC 01/2016

Ana Lúcia Pompéia Fraga de Almeida

Ana Paula Fukushiro

Antonio Richieri da Costa

Armando dos Santos Trettene

Daniela Gamba Garib Carreira

Gisele da Silva Dalben

Ivy Kiemle Trindade Suedam

Luciana Paula Maximino

Lucimara Teixeira das Neves

Maria de Lourdes Merighi Tabaquim

Renata Paciello Yamashita

Renato Yassutaka Faria Yaedu

Simone Soares

Terumi Okada Ozawa

Thais Marchini de Oliveira

 

(Bauru, 27/11/2015)